Construção significativa do mundo social - livrariavozes
Buscar

Meu Carrinho ()

Finalizar Compra Continuar Comprando

Construção significativa do mundo social

Em A construção significativa do mundo social se encontram prefigurados as temáticas mais importantes e os conceitos mais fundamentais da obra tardia de Schütz. É aqui que o autor, pela primeira vez, e também da forma mais aprofundada, realiza sua análise estrutural do mundo social, investigando as diferentes “perspectivas de apreensão” e os diferentes graus de “anonimato”, e desenvolve suas categorias da orientação e das relações sociais, também estas utilizadas em vários de seus escritos a partir de 1939 – como seus conceitos de “we-relation” e “they-orientation”.

Ver mais informações

Por: R$ 115,00ou X de

Comprar
Adicionar ao carrinho

Calcule o frete e prazo de entrega.

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Compartilhe:

Aproveite e Compre Junto

Detalhes do produto

Resumo

Sumário

Ficha técnica

Especificações

SumarioApresentacao da colecao, 9
Apresentacao da edicao brasileira, 11
Nota do tradutor, 15
Prefacio, 19
I. Investigacoes introdutorias, 21
§ 1 Notas preliminares sobre a definicao do problema, 21
§ 2 O conceito de agir significativo em Max Weber, 36
§ 3 O carater pre-dado do alter ego e o postulado da
apreensao do sentido subjetivo, 42
§ 4 Critica dos conceitos “compreensao atual” e
“compreensao pelos motivos” em Max Weber, 49
§ 5 Sentido subjetivo e sentido objetivo, 57
§ 6 Passagem a analise da constituicao – Elucidacao do
conceito “sentido vinculado a uma acao”, 67
II. A constituicao da vivencia significativa na duracao do eu
proprio, 75
§ 7 O fenomeno da duracao interna – Retencao e
reproducao, 75
§ 8 As “vivencias de consciencia doadoras de sentido” em
Husserl e o conceito de comportar-se, 85
§ 9 O conceito de agir – Projeto e protencao, 90
§ 10 O agir “consciente” e sua evidencia, 100
§ 11 O agir voluntario e o problema do ato de eleger, 105
§ 12 Resumo: clarificacao do conceito primeiro e original
de sentido, 111
§ 13 Ampliacao do primeiro conceito de sentido: A) As
modificacoes atencionais de sentido, 115
§ 14 Continuacao: B) O contexto das vivencias – Contexto
de sentido e contexto de experiencia, 119
§ 15 A construcao do mundo da experiencia e seu
ordenamento em esquemas, 125
§ 16 Os esquemas da experiencia como esquemas de
interpretacao – Autointerpretacao e interpretacao –
Problema e interesse, 133
§ 17 O contexto motivacional como contexto de sentido –
A) O “motivo-para”, 137
§ 18 Continuacao: B) O “motivo-porque” genuino, 145
III. Linhas gerais de uma teoria da compreensao do outro, 154
§ 19 A tese geral do alter ego na intuicao natural, 154
§ 20 Continuacao: a simultaneidade da corrente alheia de
vivencias, 161
§ 21 As equivocacoes no conceito vulgar da compreensao
do outro – A fundamentacao da compreensao do outro em
atos de autointerpretacao, 168
§ 22 A passagem a autentica compreensao do outro, 177
§ 23 Movimento expressivo e acao expressiva, 182
§ 24 Signo e sistema de signos, 185
§ 25 Interpretacao e posicao de sentido, 197
§ 26 O contexto de sentido do manifestar – Resumo, 204
§ 27 Sentido subjetivo e sentido objetivo – Produto e
testemunho, 209
§ 28 Excurso sobre algumas aplicacoes da teoria do
sentido subjetivo e do sentido objetivo no campo das
ciencias humanas, 214
IV. Analise estrutural do mundo social – Mundo dos
consociados, mundo dos contemporaneos, mundo dos
predecessores, 218
A – Introducao, 218
§ 29 Consideracao preliminar do problema subsequente, 218
B – Comportamento social, agir social, relacao social, 225
§ 30 O conceito de agir social de Max Weber – Orientacao
a outrem e operar social, 225
§ 31 O conceito de relacao social de Weber – Relacao de
orientacao e interacao social, 235
§ 32 O contexto de motivacao da interacao social, 246
C – Mundo social dos consociados, 250
§ 33 O mundo social dos consociados e a relacao-nos, 250
§ 34 Analise da relacao social no mundo dos consociados, 256
§ 35 A observacao no mundo dos consociados, 265
D – Mundo social dos contemporaneos e tipo ideal, 270
§ 36 Passagem ao problema do mundo social dos
contemporaneos – Relacoes sociais continuas, 270
§ 37 O alter ego no mundo dos contemporaneos como tipo
ideal – A relacao-eles, 278
§ 38 A constituicao do esquema de interpretacao
tipico-ideal, 289
§ 39 O anonimato do mundo dos contemporaneos e a
preenchibilidade de conteudo do tipo ideal, 302
§ 40 A relacao social e a observacao do mundo dos
contemporaneos, 313
E – A compreensao do mundo dos predecessores e o
problema da historia, 323
§ 41 O problema do passado no mundo social, 323
V. Sobre alguns problemas fundamentais da sociologia
compreensiva, 337
§ 42 Resumo dos resultados das investigacoes
desenvolvidas ate aqui, 337
§ 43 A observacao do mundo dos contemporaneos e o
problema das ciencias sociais, 343
§ 44 A funcao do tipo ideal na sociologia de Weber, 349
§ 45 Adequacao causal, 357
§ 46 Adequacao de sentido, 363
§ 47 Probabilidade objetiva e probabilidade subjetiva, 367
§ 48 A preferencia da sociologia compreensiva por tipos
racionais de agir, 370
§ 49 Sentido objetivo e sentido subjetivo nas ciencias
sociais, 373
§ 50 Conclusao: indicacao de outros problemas, 384
Glossario de termos alemao-portugues, 387
Publicacoes de Alfred Schutz, 391
ISBN9788532658050
Dimensoes13.7cm x 21.0cm x 1.9cm
Edicao1
NrPaginas400

especificação

AutorAlfred Schutz,
EditoraEditora Vozes
ColecoesSOCIOLOGIA
Apresentação da coleção, 9
Apresentação da edição brasileira, 11
Nota do tradutor, 15
Prefácio, 19
I. Investigações introdutórias, 21
§ 1 Notas preliminares sobre a definição do problema, 21
§ 2 O conceito de agir significativo em Max Weber, 36
§ 3 O caráter pré-dado do alter ego e o postulado da
apreensão do sentido subjetivo, 42
§ 4 Crítica dos conceitos “compreensão atual” e
“compreensão pelos motivos” em Max Weber, 49
§ 5 Sentido subjetivo e sentido objetivo, 57
§ 6 Passagem à análise da constituição – Elucidação do
conceito “sentido vinculado a uma ação”, 67
II. A constituição da vivência significativa na duração do eu
próprio, 75
§ 7 O fenômeno da duração interna – Retenção e
reprodução, 75
§ 8 As “vivências de consciência doadoras de sentido” em
Husserl e o conceito de comportar-se, 85
§ 9 O conceito de agir – Projeto e protenção, 90
§ 10 O agir “consciente” e sua evidência, 100
§ 11 O agir voluntário e o problema do ato de eleger, 105
§ 12 Resumo: clarificação do conceito primeiro e original
de sentido, 111
§ 13 Ampliação do primeiro conceito de sentido: A) As
modificações atencionais de sentido, 115
§ 14 Continuação: B) O contexto das vivências – Contexto
de sentido e contexto de experiência, 119
§ 15 A construção do mundo da experiência e seu
ordenamento em esquemas, 125
§ 16 Os esquemas da experiência como esquemas de
interpretação – Autointerpretação e interpretação –
Problema e interesse, 133
§ 17 O contexto motivacional como contexto de sentido –
A) O “motivo-para”, 137
§ 18 Continuação: B) O “motivo-porque” genuíno, 145
III. Linhas gerais de uma teoria da compreensão do outro, 154
§ 19 A tese geral do alter ego na intuição natural, 154
§ 20 Continuação: a simultaneidade da corrente alheia de
vivências, 161
§ 21 As equivocações no conceito vulgar da compreensão
do outro – A fundamentação da compreensão do outro em
atos de autointerpretação, 168
§ 22 A passagem à autêntica compreensão do outro, 177
§ 23 Movimento expressivo e ação expressiva, 182
§ 24 Signo e sistema de signos, 185
§ 25 Interpretação e posição de sentido, 197
§ 26 O contexto de sentido do manifestar – Resumo, 204
§ 27 Sentido subjetivo e sentido objetivo – Produto e
testemunho, 209
§ 28 Excurso sobre algumas aplicações da teoria do
sentido subjetivo e do sentido objetivo no campo das
ciências humanas, 214
IV. Análise estrutural do mundo social – Mundo dos
consociados, mundo dos contemporâneos, mundo dos
predecessores, 218
A – Introdução, 218
§ 29 Consideração preliminar do problema subsequente, 218
B – Comportamento social, agir social, relação social, 225
§ 30 O conceito de agir social de Max Weber – Orientação
a outrem e operar social, 225
§ 31 O conceito de relação social de Weber – Relação de
orientação e interação social, 235
§ 32 O contexto de motivação da interação social, 246
C – Mundo social dos consociados, 250
§ 33 O mundo social dos consociados e a relação-nós, 250
§ 34 Análise da relação social no mundo dos consociados, 256
§ 35 A observação no mundo dos consociados, 265
D – Mundo social dos contemporâneos e tipo ideal, 270
§ 36 Passagem ao problema do mundo social dos
contemporâneos – Relações sociais contínuas, 270
§ 37 O alter ego no mundo dos contemporâneos como tipo
ideal – A relação-eles, 278
§ 38 A constituição do esquema de interpretação
típico-ideal, 289
§ 39 O anonimato do mundo dos contemporâneos e a
preenchibilidade de conteúdo do tipo ideal, 302
§ 40 A relação social e a observação do mundo dos
contemporâneos, 313
E – A compreensão do mundo dos predecessores e o
problema da história, 323
§ 41 O problema do passado no mundo social, 323
V. Sobre alguns problemas fundamentais da sociologia
compreensiva, 337
§ 42 Resumo dos resultados das investigações
desenvolvidas até aqui, 337
§ 43 A observação do mundo dos contemporâneos e o
problema das ciências sociais, 343
§ 44 A função do tipo ideal na sociologia de Weber, 349
§ 45 Adequação causal, 357
§ 46 Adequação de sentido, 363
§ 47 Probabilidade objetiva e probabilidade subjetiva, 367
§ 48 A preferência da sociologia compreensiva por tipos
racionais de agir, 370
§ 49 Sentido objetivo e sentido subjetivo nas ciências
sociais, 373
§ 50 Conclusão: indicação de outros problemas, 384
Glossário de termos alemão-português, 387
Publicações de Alfred Schütz, 391

Avaliações do Produto

Dúvidas dos consumidores

Quem viu, viu também