Primeiras comunidades cristãs (As) - livrariavozes
Buscar

Meu Carrinho ()

Finalizar Compra Continuar Comprando

Primeiras comunidades cristãs (As)

No princípio era a Igreja! Este axioma tem uma intenção provocatória e carece de explicações que, como se verá, distanciam o conceito de Igreja, tanto de uma certa linguagem jornalística quanto de certas impostações dogmáticas; mas, de qualquer modo, exprime uma verdade. Claramente parafraseia o incipit do Evangelho de João (“No princípio era o Logos/Verbo/Palavra”), com uma diferença fundamental pelo menos: que a afirmação exprime uma perspectiva histórica, não pré-temporal. A Igreja, de fato, diferentemente do Logos, não existe desde a eternidade, senão como todas as coisas simplesmente pensadas e queridas por Deus já “antes da fundação do mundo”, entre as quais os próprios cristãos (Ef 1,4). (Do primeiro capítulo)

Ver mais informações

Por: R$ 75,00ou X de

Comprar
Adicionar ao carrinho

Calcule o frete e prazo de entrega.

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Compartilhe:

Aproveite e Compre Junto

Detalhes do produto

Resumo

Sumário

Ficha técnica

Especificações

SumarioPrefácio, 9
1 Igreja e Igrejas no início do cristianismo, 11
1.1 O dado de fato, 11
1.2 Os testemunhos extracristãos, 15
1.3 O sentido do termo ek-klesía, 18
1.4 Características da(s) comunidade(s), 26
2 Jesus de Nazaré e os seus primeiros grupos na terra de Israel, 29
2.1 Precedentes e paralelos, 29
2.2 O movimento de Jesus, 33
2.3 Simpatizantes e discípulos, 35
2.4 Jesus queria fundar a/uma ekklesía?, 40
3 Das aldeias às cidades, 45
3.1 Definições e diferenças, 46
3.2 Os lugares da atividade de Jesus, 49
3.3 A passagem de Jesus para a fase pós-Pascal, 53
3.4 A missão e suas diferentes tipologias, 55
4 As Igrejas judeu-cristãs, 58
4.1 Judeu-cristianismo, 58
4.2 A Igreja de Jerusalém, 61
4.3 As comunidades palestinas e a de Damasco, 75
4.4. A Igreja de Roma, 795 Antioquia da Síria: A Igreja da guinada, 101
5.1 Os “helenistas” provenientes de Jerusalém, 101
5.2 A Igreja de Antioquia, 103
5.3 A primeira teologia antioquena, 105
5.4 Contrastes e mudanças, 107
6 As Igrejas paulinas, 110
6.1 Paulo e o paulinismo, 111
6.2 As Igrejas da Galácia, 122
6.3 As Igrejas da Grécia, 126
6.4 As Igrejas da Ásia Menor, 152
6.5 Unitariedade das Igrejas paulinas, 163
7 As Igrejas pós-paulinas das áreas macedônica, efésia e cretense, 165
7.1 A tradição paulina, 165
7.2 A pseudepigrafia, 167
7.3 A Igreja da Segunda Carta aos Tessalonicenses, 177
7.4 A Igreja da Carta aos Colossenses, 178
7.5 A Igreja/as Igrejas da Carta aos Efésios, 181
7.6 As Igrejas das Cartas Pastorais, 183
8 As Igrejas da tradição sinótica, 189
8.1 Anotações gerais, 189
8.2 A comunidade de Marcos, 191
8.3 A comunidade da Fonte Q, 194
8.4 A comunidade de Mateus, 196
8.5 A comunidade de Lucas, 198
9 As Igrejas joaninas da Ásia Menor, 202
9.1 O joanismo, 202
9.2 A comunidade do Quarto Evangelho, 206
9.3 As sete Igrejas do Apocalipse, 21010 Alexandria do Egito, 219
10.1 A documentação do segundo tempo, 219
10.2 As hipóteses sobre o primeiro tempo, 221
11 Primeiras Igrejas e liminaridade, 224
11.1 Anotações gerais, 224
11.2 Comunidades cristãs e judaísmo, 226
11.3 Comunidades cristãs e cultura greco-romana, 230
11.4 O ritual de iniciação, 237
11.5 O culto doméstico da assembleia cristã, 240
12 A transição entre os séculos I e II, 251
Conclusão, 259
Referências, 267
Índice onomástico, 299
ISBN9788532663771
Dimensoes16.0cm x 23.0cm x 1.5cm
Edicao1
NrPaginas312

especificação

AutorRomano Penna /
Prefácio, 9
1 Igreja e Igrejas no início do cristianismo, 11
1.1 O dado de fato, 11
1.2 Os testemunhos extracristãos, 15
1.3 O sentido do termo ek-klesía, 18
1.4 Características da(s) comunidade(s), 26
2 Jesus de Nazaré e os seus primeiros grupos na terra de Israel, 29
2.1 Precedentes e paralelos, 29
2.2 O movimento de Jesus, 33
2.3 Simpatizantes e discípulos, 35
2.4 Jesus queria fundar a/uma ekklesía?, 40
3 Das aldeias às cidades, 45
3.1 Definições e diferenças, 46
3.2 Os lugares da atividade de Jesus, 49
3.3 A passagem de Jesus para a fase pós-Pascal, 53
3.4 A missão e suas diferentes tipologias, 55
4 As Igrejas judeu-cristãs, 58
4.1 Judeu-cristianismo, 58
4.2 A Igreja de Jerusalém, 61
4.3 As comunidades palestinas e a de Damasco, 75
4.4. A Igreja de Roma, 795 Antioquia da Síria: A Igreja da guinada, 101
5.1 Os “helenistas” provenientes de Jerusalém, 101
5.2 A Igreja de Antioquia, 103
5.3 A primeira teologia antioquena, 105
5.4 Contrastes e mudanças, 107
6 As Igrejas paulinas, 110
6.1 Paulo e o paulinismo, 111
6.2 As Igrejas da Galácia, 122
6.3 As Igrejas da Grécia, 126
6.4 As Igrejas da Ásia Menor, 152
6.5 Unitariedade das Igrejas paulinas, 163
7 As Igrejas pós-paulinas das áreas macedônica, efésia e cretense, 165
7.1 A tradição paulina, 165
7.2 A pseudepigrafia, 167
7.3 A Igreja da Segunda Carta aos Tessalonicenses, 177
7.4 A Igreja da Carta aos Colossenses, 178
7.5 A Igreja/as Igrejas da Carta aos Efésios, 181
7.6 As Igrejas das Cartas Pastorais, 183
8 As Igrejas da tradição sinótica, 189
8.1 Anotações gerais, 189
8.2 A comunidade de Marcos, 191
8.3 A comunidade da Fonte Q, 194
8.4 A comunidade de Mateus, 196
8.5 A comunidade de Lucas, 198
9 As Igrejas joaninas da Ásia Menor, 202
9.1 O joanismo, 202
9.2 A comunidade do Quarto Evangelho, 206
9.3 As sete Igrejas do Apocalipse, 21010 Alexandria do Egito, 219
10.1 A documentação do segundo tempo, 219
10.2 As hipóteses sobre o primeiro tempo, 221
11 Primeiras Igrejas e liminaridade, 224
11.1 Anotações gerais, 224
11.2 Comunidades cristãs e judaísmo, 226
11.3 Comunidades cristãs e cultura greco-romana, 230
11.4 O ritual de iniciação, 237
11.5 O culto doméstico da assembleia cristã, 240
12 A transição entre os séculos I e II, 251
Conclusão, 259
Referências, 267
Índice onomástico, 299

Avaliações do Produto

Dúvidas dos consumidores