Saberes PSI em questão - livrariavozes
Buscar

Meu Carrinho ()

Finalizar Compra Continuar Comprando

Saberes PSI em questão

Este livro reúne o material de uma disciplina ministrada por Luís Claudio Figueiredo durante 10 anos na PUC-SP. O percurso aqui realizado mostra o desencontro histórico e o radical mal-entendido entre os ideais epistêmicos da Modernidade e os saberes psicológicos. Na medida em que dissolvem as pretensões do sujeito moderno, Psicologia e Psicanálise desautorizam a epistemologia, apesar de terem se deixado avaliar pelos padrões impostos por ela. Mais profícuo se mostra o diálogo com filosofias que repensam o estatuto do conhecimento para além ou aquém dos limites da representação.

Ver mais informações

Por: R$ 75,00ou X de

Comprar
Adicionar ao carrinho

Calcule o frete e prazo de entrega.

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Compartilhe:

Aproveite e Compre Junto

Detalhes do produto

Resumo

Sumário

Ficha técnica

Especificações

SumarioApresentacao, 9
Arquitetura da obra, 15
Prologo – O conhecimento como questao, 19
Parte I – O projeto epistemologico moderno, 29
1 A constituicao do sujeito epistemico, 31
2 Problemas epistemologicos: versoes e desdobramentos, 41
2.1 Sobre a epistemologia das ciencias naturais, 43
2.2 Sobre a epistemologia das ciencias da cultura, 49
2.2.1 A hermeneutica, 56
2.3 Tentativas de restauracao da epistemologia moderna, 63
2.3.1 A fenomenologia de Edmund Husserl (1859-1938), 63
2.3.2 Os logicismos: breves apontamentos, 68
Parte II – Os saberes “psi” como questao, 73
3 O conhecimento psicologico como questao, 75
3.1 O psicologico e as psicologias: em busca do latente, 75
3.2 Como situar a psicologia?, 80
3.3 Esforcos para resolver as contradicoes – e a tarefa de sustenta-las, 83
3.4 Outros desafios ao conhecimento psicologico, 88
4 O conhecimento psicanalitico como questao, 93
4.1 Iluminismo sombrio: a impertinencia da psicanalise aos projetos modernos, 95
4.2 A psicanalise como alvo de criticas opostas, 97
4.3 Cenario de confronto entre epistemologias realistas e construtivistas, 101
4.3.1 O contraste realismo X construtivismo, 102
4.3.2 Serge Viderman: uma leitura construtivista da psicanalise, 105
Parte III – Epistemologias representacionais e psicanalise: desencontros, 113
5 Teorias correspondentistas da verdade e epistemologia fundacionista: o positivismo logico, 115
5.1 O estatuto do conhecimento psicanalitico, 122
6 Uma alternativa ao fundacionismo: o racionalismo critico de
Karl Popper, 128
6.1 O estatuto do conhecimento psicanalitico, 134
7 Para alem do correspondentismo e do fundacionismo: Thomas
Kuhn, 143
7.1 O estatuto do conhecimento psicanalitico, 151
8 O criticismo kantiano: releituras, 165
8.1 O estatuto do conhecimento psicanalitico, 171
9 Balanco das posicoes realistas e construtivistas: a ponte, 182
Parte IV – Criticas radicais ao pensamento representacional:
rumo a cultura pos-epistemologica, 191
10 Os pragmatismos, 193
10.1 Neopragmatismo e psicanalise: um encontro, 207
11 Arthur Schopenhauer (1788-1860), 213
11.1 Schopenhauer e a psicanalise: um encontro, 218
12 Friedrich Nietzsche (1844-1900), 223
12.1 Nietzsche e a psicanalise: um encontro, 234
13 Martin Heidegger (18889-1976), 238
13.1 Heidegger e a psicanalise: um encontro, 253
14 Emmanuel Levinas (1906-1995), 257
14.1 Levinas e a psicanalise: um encontro, 265
15 Outro balanco: realismo/construtivismo como figuras da metafisica da presenca, 272
Consideracoes finais – Incidencia das criticas a representacao nas
teorias e praticas clinicas, 279
Referencias, 287
ISBN9788532658630
Dimensoes13.7cm x 21.0cm x 1.4cm
Edicao1
NrPaginas304

especificação

AutorLuis Claudio Figueiredo, Ines Loureiro,
EditoraEditora Vozes
Apresentação, 9
Arquitetura da obra, 15
Prólogo – O conhecimento como questão, 19
Parte I – O projeto epistemológico moderno, 29
1 A constituição do sujeito epistêmico, 31
2 Problemas epistemológicos: versões e desdobramentos, 41
2.1 Sobre a epistemologia das ciências naturais, 43
2.2 Sobre a epistemologia das ciências da cultura, 49
2.2.1 A hermenêutica, 56
2.3 Tentativas de restauração da epistemologia moderna, 63
2.3.1 A fenomenologia de Edmund Husserl (1859-1938), 63
2.3.2 Os logicismos: breves apontamentos, 68
Parte II – Os saberes “psi” como questão, 73
3 O conhecimento psicológico como questão, 75
3.1 O psicológico e as psicologias: em busca do latente, 75
3.2 Como situar a psicologia?, 80
3.3 Esforços para resolver as contradições – e a tarefa de sustentá-las, 83
3.4 Outros desafios ao conhecimento psicológico, 88
4 O conhecimento psicanalítico como questão, 93
4.1 Iluminismo sombrio: a impertinência da psicanálise aos projetos modernos, 95
4.2 A psicanálise como alvo de críticas opostas, 97
4.3 Cenário de confronto entre epistemologias realistas e construtivistas, 101
4.3.1 O contraste realismo X construtivismo, 102
4.3.2 Serge Viderman: uma leitura construtivista da psicanálise, 105
Parte III – Epistemologias representacionais e psicanálise: desencontros, 113
5 Teorias correspondentistas da verdade e epistemologia fundacionista: o positivismo lógico, 115
5.1 O estatuto do conhecimento psicanalítico, 122
6 Uma alternativa ao fundacionismo: o racionalismo crítico de
Karl Popper, 128
6.1 O estatuto do conhecimento psicanalítico, 134
7 Para além do correspondentismo e do fundacionismo: Thomas
Kuhn, 143
7.1 O estatuto do conhecimento psicanalítico, 151
8 O criticismo kantiano: releituras, 165
8.1 O estatuto do conhecimento psicanalítico, 171
9 Balanço das posições realistas e construtivistas: a ponte, 182
Parte IV – Críticas radicais ao pensamento representacional:
rumo à cultura pós-epistemológica, 191
10 Os pragmatismos, 193
10.1 Neopragmatismo e psicanálise: um encontro, 207
11 Arthur Schopenhauer (1788-1860), 213
11.1 Schopenhauer e a psicanálise: um encontro, 218
12 Friedrich Nietzsche (1844-1900), 223
12.1 Nietzsche e a psicanálise: um encontro, 234
13 Martin Heidegger (18889-1976), 238
13.1 Heidegger e a psicanálise: um encontro, 253
14 Emmanuel Lévinas (1906-1995), 257
14.1 Lévinas e a psicanálise: um encontro, 265
15 Outro balanço: realismo/construtivismo como figuras da metafísica da presença, 272
Considerações finais – Incidência das críticas à representação nas
teorias e práticas clínicas, 279
Referências, 287

Avaliações do Produto

Dúvidas dos consumidores

Quem viu, viu também