Trindade e a sociedade - livrariavozes
Buscar

Meu Carrinho ()

Finalizar Compra Continuar Comprando

Trindade e a sociedade

O mistério da Santíssima Trindade sempre ficou distante da piedade dos fiéis, pois se acentuava tanto seu caráter de mistério que a grande maioria preferia ficar apenas com o conceito de um só Deus, onipotente, criador do céu e da Terra. Assim se perdia a singularidade da fé cristã num Deus que é Trindade de Pessoas que se unem pela comunhão e pelo amor. O presente livro mostra como a comunhão e as relações eternas de inclusão entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo podem inspirar relações sociais mais participativas, igualitárias e includentes. Cada pessoa na medida em que vive em comunhão com os outros participa da comunhão trinitária.

Ver mais informações

Por: R$ 110,00ou X de

Comprar
Adicionar ao carrinho

Calcule o frete e prazo de entrega.

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Compartilhe:

Aproveite e Compre Junto

Detalhes do produto

Resumo

Sumário

Ficha técnica

Especificações

SumarioIntroducao – Da solidao do um a comunhao dos tres, 13
1 A fe e as explicacoes da fe, 13
2 A Trindade como misterio de inclusao, 15
3 Deus e a uniao dos tres Unicos, 16
4 As palavras mais escondem do que revelam, 20
5 Diante da Trindade convem calar em adoracao, 22
I. No principio esta a comunhao, 25
1 Santissima Trindade, sociedade e libertacao, 28
2 Experiencia desintegrada das tres Pessoas divinas, 31
3 Dificuldades inerentes a fe monoteista, 35
4 Riscos politicos de um monoteismo a-trinitario, 40
5 A uniao integradora das tres divinas Pessoas, 45
II. Como se nos revelou a Santissima Trindade, 49
1 Doutrina e realidade da Santissima Trindade, 49
2 As duas maos do Pai que nos tocam: o Filho e o Espirito
Santo, 51
3 Jesus, o Filho, revela o Pai de infinita bondade, 53
a) A simbolica politica: o Deus do Reino, 54
b) A simbolica familiar: Abba, Paizinho de infinita bondade, 55
4 Em Jesus se revela o Filho eterno que se fez carne, 56
5 Na vida e acao de Jesus eclode a revelacao do Espirito
Santo, 60
6 O Espirito Santo na historia revela o Filho e o Pai, 62
7 As formulas ternarias no Novo Testamento: indicios da
consciencia trinitaria, 64
8 Releitura crista do Antigo Testamento: a preparacao para
a revelacao, 70
III. Esforcos de compreensao da verdade trinitaria, 74
1 Caminhos equivocados: estimulos para a doutrina
trinitaria, 75
a) Pai, Filho e Espirito Santo: tres modos de aparecer do
mesmo Deus? – O modalismo, 80
b) O Pai e o unico Deus, o Filho e o Espirito Santo sao
criaturas subordinadas? – O subordinacionismo, 81
c) O Pai, o Filho e o Espirito Santo sao tres deuses? – O
triteismo, 84
2 Teologos criadores da linguagem trinitaria: rumo ao
caminho certo, 86
a) Ponto de partida, a Trindade economica: Santo Ireneu, 86
b) A Trindade e um dinamismo de comunicacao:
Origenes, 88
c) Tres unum sunt, non unus: Tertuliano, 89
d) As Pessoas divinas constituem um jogo de relacoes: os
capadocios, 91
e) Uma exposicao sistematica do misterio trinitario: as Pessoas como sujeitos respectivos e eternamente
relacionados: Santo Agostinho, 93
f) Deus uno e trino: Santo Tomas de Aquino, 96
3 A luta das palavras e das formulas: uma natureza e tres
pessoas, 98
a) Como denominar o que distingue em Deus?, 99
b) Como denominar o que une em Deus?, 101
c) Confusao e clarificacao das palavras, 102
d) Ha realmente equivalencia entre hipostase e pessoa?, 104
IV. A compreensao dogmatica da Trindade Santissima, 108
1 Pronunciamentos oficiais do Magisterio, 108
a) O simbolo de Niceia: o Filho consubstancial ao Pai, 109
b) O simbolo niceno-constantinopolitano: o Espirito
Santo e Deus com o Pai e o Filho, 110
c) O simbolo “Quicumque” ou pseudoatanasiano:
unidade na Trindade e Trindade na unidade, 112
d) O simbolo do Concilio de Toledo e o Concilio de
Florenca: o Espirito Santo procede do Pai e do Filho
(filioque), 115
e) Decreto aos Jacobitas: a interpenetracao das tres
Pessoas (pericorese), 118
f) O IV Concilio do Latrao: harmonia entre a Trindade
imanente e a Trindade economica, 120
g) A declaracao O misterio do Filho de Deus: da Trindade
economica a Trindade imanente, 123
2 Tres tendencias na sistematizacao trinitaria, 125
a) Da unidade da natureza a Trindade das Pessoas, 127
b) Da unidade da substancia do Pai a Trindade de Pessoas, 132
c) Da Trindade das Pessoas a unidade da natureza-
-comunhao, 135
3 O jogo de linguagem trinitario: explicacao dos termos-
-chave, 137
a) Substancia = natureza = essencia: uma unica, 137
b) Hipostase = subsistencia = pessoa: tres realmente
distintas, 139
c) Processoes: duas: por geracao e por espiracao, 145
d) Relacoes: quatro reais, 147
e) Nocoes: cinco, 149
f) Afirmacoes essenciais e nocionais, 149
g) Pericorese, circumincessao, circuminsessao, 150
h) A Trindade como unico sujeito da acao, 151
i) Acoes apropriadas e acoes proprias, 151
j) As missoes divinas, 152
k) Trindade economica e Trindade imanente, 153
4 Regras de sintaxe para um correto discurso trinitario, 154
5 Conclusao: sete proposicoes da ortodoxia trinitaria, 156
V. A Santissima Trindade no imaginario teologico, 159
1 O significante, o significado e a significacao, 159
2 A simbolica “economica”, 162
3 A simbolica da piedade, 163
4 A simbolica arquetipica, 164
5 A simbolica antropologica, 166
6 A simbolica familiar, 168
7 A simbolica eclesial, 169
8 A simbolica social, 170
9 A simbolica material, 172
10 A simbolica formal, 172
11 Conclusao: o carater insubstituivel mas limitado dos
simbolos, 173
VI. A doutrina trinitaria numa situacao cultural mudada, 175
1 Mudancas que afetam a doutrina trinitaria, 175
2 Caminhos de acesso a Trindade santa, 178
a) Prolongando e aprofundando a Tradicao, 181
b) Alternativas ao conceito de pessoa, 184
c) Um novo ponto de partida: a perspectiva comunitaria e
social da Trindade, 186
d) Outro novo ponto de partida: a teologia transexista do
Deus Pai maternal e do Deus Mae paternal, 190
VII. A comunhao trini
ISBN9788532622358
Dimensoes13.7cm x 21.0cm x 1.8cm
IdiomaPortugues
Edicao6
NrPaginas296

especificação

AutorLeonardo Boff,
EditoraEditora Vozes
Introdução – Da solidão do um à comunhão dos três, 13
1 A fé e as explicações da fé, 13
2 A Trindade como mistério de inclusão, 15
3 Deus é a união dos três Únicos, 16
4 As palavras mais escondem do que revelam, 20
5 Diante da Trindade convém calar em adoração, 22
I. No princípio está a comunhão, 25
1 Santíssima Trindade, sociedade e libertação, 28
2 Experiência desintegrada das três Pessoas divinas, 31
3 Dificuldades inerentes à fé monoteísta, 35
4 Riscos políticos de um monoteísmo a-trinitário, 40
5 A união integradora das três divinas Pessoas, 45
II. Como se nos revelou a Santíssima Trindade, 49
1 Doutrina e realidade da Santíssima Trindade, 49
2 As duas mãos do Pai que nos tocam: o Filho e o Espírito
Santo, 51
3 Jesus, o Filho, revela o Pai de infinita bondade, 53
a) A simbólica política: o Deus do Reino, 54
b) A simbólica familiar: Abba, Paizinho de infinita bondade, 55
4 Em Jesus se revela o Filho eterno que se fez carne, 56
5 Na vida e ação de Jesus eclode a revelação do Espírito
Santo, 60
6 O Espírito Santo na história revela o Filho e o Pai, 62
7 As fórmulas ternárias no Novo Testamento: indícios da
consciência trinitária, 64
8 Releitura cristã do Antigo Testamento: a preparação para
a revelação, 70
III. Esforços de compreensão da verdade trinitária, 74
1 Caminhos equivocados: estímulos para a doutrina
trinitária, 75
a) Pai, Filho e Espírito Santo: três modos de aparecer do
mesmo Deus? – O modalismo, 80
b) O Pai é o único Deus, o Filho e o Espírito Santo são
criaturas subordinadas? – O subordinacionismo, 81
c) O Pai, o Filho e o Espírito Santo são três deuses? – O
triteísmo, 84
2 Teólogos criadores da linguagem trinitária: rumo ao
caminho certo, 86
a) Ponto de partida, a Trindade econômica: Santo Ireneu, 86
b) A Trindade é um dinamismo de comunicação:
Orígenes, 88
c) Tres unum sunt, non unus: Tertuliano, 89
d) As Pessoas divinas constituem um jogo de relações: os
capadócios, 91
e) Uma exposição sistemática do mistério trinitário: as Pessoas como sujeitos respectivos e eternamente
relacionados: Santo Agostinho, 93
f) Deus uno e trino: Santo Tomás de Aquino, 96
3 A luta das palavras e das fórmulas: uma natureza e três
pessoas, 98
a) Como denominar o que distingue em Deus?, 99
b) Como denominar o que une em Deus?, 101
c) Confusão e clarificação das palavras, 102
d) Há realmente equivalência entre hipóstase e pessoa?, 104
IV. A compreensão dogmática da Trindade Santíssima, 108
1 Pronunciamentos oficiais do Magistério, 108
a) O símbolo de Niceia: o Filho consubstancial ao Pai, 109
b) O símbolo niceno-constantinopolitano: o Espírito
Santo é Deus com o Pai e o Filho, 110
c) O símbolo “Quicumque” ou pseudoatanasiano:
unidade na Trindade e Trindade na unidade, 112
d) O símbolo do Concílio de Toledo e o Concílio de
Florença: o Espírito Santo procede do Pai e do Filho
(filioque), 115
e) Decreto aos Jacobitas: a interpenetração das três
Pessoas (pericórese), 118
f) O IV Concílio do Latrão: harmonia entre a Trindade
imanente e a Trindade econômica, 120
g) A declaração O mistério do Filho de Deus: da Trindade
econômica à Trindade imanente, 123
2 Três tendências na sistematização trinitária, 125
a) Da unidade da natureza à Trindade das Pessoas, 127
b) Da unidade da substância do Pai à Trindade de Pessoas, 132
c) Da Trindade das Pessoas à unidade da natureza-
-comunhão, 135
3 O jogo de linguagem trinitário: explicação dos termos-
-chave, 137
a) Substância = natureza = essência: uma única, 137
b) Hipóstase = subsistência = pessoa: três realmente
distintas, 139
c) Processões: duas: por geração e por espiração, 145
d) Relações: quatro reais, 147
e) Noções: cinco, 149
f) Afirmações essenciais e nocionais, 149
g) Pericórese, circumincessão, circuminsessão, 150
h) A Trindade como único sujeito da ação, 151
i) Ações apropriadas e ações próprias, 151
j) As missões divinas, 152
k) Trindade econômica e Trindade imanente, 153
4 Regras de sintaxe para um correto discurso trinitário, 154
5 Conclusão: sete proposições da ortodoxia trinitária, 156
V. A Santíssima Trindade no imaginário teológico, 159
1 O significante, o significado e a significação, 159
2 A simbólica “econômica”, 162
3 A simbólica da piedade, 163
4 A simbólica arquetípica, 164
5 A simbólica antropológica, 166
6 A simbólica familiar, 168
7 A simbólica eclesial, 169
8 A simbólica social, 170
9 A simbólica material, 172
10 A simbólica formal, 172
11 Conclusão: o caráter insubstituível mas limitado dos
símbolos, 173
VI. A doutrina trinitária numa situação cultural mudada, 175
1 Mudanças que afetam a doutrina trinitária, 175
2 Caminhos de acesso à Trindade santa, 178
a) Prolongando e aprofundando a Tradição, 181
b) Alternativas ao conceito de pessoa, 184
c) Um novo ponto de partida: a perspectiva comunitária e
social da Trindade, 186
d) Outro novo ponto de partida: a teologia transexista do
Deus Pai maternal e do Deus Mãe paternal, 190
VII. A comunhão trini

Avaliações do Produto

Dúvidas dos consumidores

Quem viu, viu também