Como se dá a aprendizagem - livrariavozes
Buscar

Meu Carrinho ()

Finalizar Compra Continuar Comprando

Como se dá a aprendizagem

A presente obra descreve várias maneiras de interagir com os alunos, a fim de aumentar sua capacidade de aprendizagem. O livro abre novas portas para professores e crianças ao demonstrar técnicas de ensino baseadas no trabalho de Reuven Feuerstein, um psicólogo clínico cognitivo teoricamente orientado. Demonstradas em cenários de exposições de museus e salas de aula, as técnicas de Feuerstein ajudam os educadores a estruturar experiências que ampliam a capacidade das crianças de pensar em muitas dimensões. Esses cenários mostram que a aprendizagem é prazerosa e que as crianças podem dominar conteúdo difícil e ideias muito abstratas por meio da mediação, da teoria e das práticas que são a essência do trabalho de Feuerstein.

Ver mais informações

De: R$ 75,00Por: R$ 63,75ou X de

Economia de R$ 11,25

Comprar
Adicionar ao carrinho

Calcule o frete e prazo de entrega.

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Compartilhe:

Aproveite e Compre Junto

Detalhes do produto

Resumo

Sumário

Ficha técnica

Especificações

SumarioPrefacio, 11
por James Bellanca
Agradecimentos, 17
Introducao, 19
Mediacao: uma breve descricao e exemplos, 19
Consideracoes sobre funcoes cognitivas deficientes, 21
Sobre o livro, 22
Resumo dos capitulos, 23
Conhecendo seus autores, 25
1. Aprendizagem por meio da mediacao, 31
O potencial dos museus para estimular a aprendizagem, 34
Em um museu: o que nao aconteceu, por que e como mudar, 38
Reconhecendo mitos sobre a aprendizagem, 49
2. Definicao da experiencia de aprendizagem mediada, 54
Feuerstein: mediador e teorico, 55
Teoria da mediacao, 59
Os tres agentes da mediacao, 64
Aspectos essenciais da mediacao, 71
Resumo: um retrato da mediacao, 77
3. A aprendizagem mediada em acao, 78
O PEI: visao geral, 79
Licoes do PEI por mediadores, 90
Resumo: ensino imaginativo, imperativo e responsivo, 96
4. Mediadores especialistas, 98
Mediacao em duas salas de aula, 100
A mediacao em uma exposicao, 108
Resumo, 112
5. Quatro atos cognitivos essenciais, 114
Adquirindo competencias basicas, 115
Inter-relacao de competencias basicas, 121
Resumo: mediacao – o elo de conexao com a aprendizagem, 133
6. Definindo a eficacia das experiencias de aprendizagem, 135
O mapa cognitivo, 136
A ferramenta de deficiencias de pensamento, 148
Duas tecnicas para aprimorar a aprendizagem, 151
Caso para mediacao: a historia de Demetria, 155
Resumo: ferramentas de observacao analitica, 156
7. O uso criativo de exposicoes eficazes, 158
Aprendendo com experiencias ricas, 158
Fornecendo ideias que geram conflitos, 170
Apelando para varias inteligencias, 174
Resumo: mediacao de exposicoes, 177
8. Mais atos cognitivos essenciais, 179
Empatia, 180
Adquirindo novas habilidades, 184
Dominando modalidades variadas, 185
Colaboracao, 190
Atos de pensar complexos, 194
A abundancia de experiencias em museus, 197
Resumo: mediacao para complexidade, 198
9. Parcerias inovadoras, 200
Crencas sobre a aprendizagem, 201
Intervencoes de adultos, 207
Os museus como parceiros, 210
Ideias do tipo “e se”, 215
A historia de Emily: a mae como mediadora, 221
Resumo: os museus como centros de aprendizagem, 222
10. Ampliando o repertorio cognitivo, 224
Incongruencia, 224
Repeticao, 229
Transformacao, 235
Ilusao, 244
Experiencias estereognosticas (mao/visao), 247
Resumo: projetos desafiadores, 250
11. Estimulando o cerebro para fazer a aprendizagem acontecer, 251
Motivacao, 252
Resumo: quatro fatores inter-relacionados na aprendizagem, 260
Mudando do concreto para o pensamento abstrato, 261
O cerebro e a aprendizagem, 268
Resumo: quando pensamos e aprendemos, 273
12. Consideracoes finais, 277
Para professores, 277
Perguntas a fazer sobre as exposicoes, 284
Resumo: preparar, perguntar, discutir, 289
Nocoes basicas sobre o projeto de exposicoes, 289
Resumo: trazendo a aprendizagem para casa, 293
Apendice A: Lista de funcoes cognitivas deficientes, 295
Apendice B: Criancas com dificuldades de aprendizagem: lembretes para os pais
e projetistas de exposicoes, 298
Referencias bibliograficas, 301
Indice remissivo, 309
Sobre os autores, 323
ISBN9786557132272
Dimensoes16.0cm x 23.0cm x 1.5cm
Edicao1
NrPaginas328

especificação

AutorReuven Feuerstein, Ann Lewin-Benham,
Prefácio, 11
por James Bellanca
Agradecimentos, 17
Introdução, 19
Mediação: uma breve descrição e exemplos, 19
Considerações sobre funções cognitivas deficientes, 21
Sobre o livro, 22
Resumo dos capítulos, 23
Conhecendo seus autores, 25
1. Aprendizagem por meio da mediação, 31
O potencial dos museus para estimular a aprendizagem, 34
Em um museu: o que não aconteceu, por que e como mudar, 38
Reconhecendo mitos sobre a aprendizagem, 49
2. Definição da experiência de aprendizagem mediada, 54
Feuerstein: mediador e teórico, 55
Teoria da mediação, 59
Os três agentes da mediação, 64
Aspectos essenciais da mediação, 71
Resumo: um retrato da mediação, 77
3. A aprendizagem mediada em ação, 78
O PEI: visão geral, 79
Lições do PEI por mediadores, 90
Resumo: ensino imaginativo, imperativo e responsivo, 96
4. Mediadores especialistas, 98
Mediação em duas salas de aula, 100
A mediação em uma exposição, 108
Resumo, 112
5. Quatro atos cognitivos essenciais, 114
Adquirindo competências básicas, 115
Inter-relação de competências básicas, 121
Resumo: mediação – o elo de conexão com a aprendizagem, 133
6. Definindo a eficácia das experiências de aprendizagem, 135
O mapa cognitivo, 136
A ferramenta de deficiências de pensamento, 148
Duas técnicas para aprimorar a aprendizagem, 151
Caso para mediação: a história de Demetria, 155
Resumo: ferramentas de observação analítica, 156
7. O uso criativo de exposições eficazes, 158
Aprendendo com experiências ricas, 158
Fornecendo ideias que geram conflitos, 170
Apelando para várias inteligências, 174
Resumo: mediação de exposições, 177
8. Mais atos cognitivos essenciais, 179
Empatia, 180
Adquirindo novas habilidades, 184
Dominando modalidades variadas, 185
Colaboração, 190
Atos de pensar complexos, 194
A abundância de experiências em museus, 197
Resumo: mediação para complexidade, 198
9. Parcerias inovadoras, 200
Crenças sobre a aprendizagem, 201
Intervenções de adultos, 207
Os museus como parceiros, 210
Ideias do tipo “e se”, 215
A história de Emily: a mãe como mediadora, 221
Resumo: os museus como centros de aprendizagem, 222
10. Ampliando o repertório cognitivo, 224
Incongruência, 224
Repetição, 229
Transformação, 235
Ilusão, 244
Experiências estereognósticas (mão/visão), 247
Resumo: projetos desafiadores, 250
11. Estimulando o cérebro para fazer a aprendizagem acontecer, 251
Motivação, 252
Resumo: quatro fatores inter-relacionados na aprendizagem, 260
Mudando do concreto para o pensamento abstrato, 261
O cérebro e a aprendizagem, 268
Resumo: quando pensamos e aprendemos, 273
12. Considerações finais, 277
Para professores, 277
Perguntas a fazer sobre as exposições, 284
Resumo: preparar, perguntar, discutir, 289
Noções básicas sobre o projeto de exposições, 289
Resumo: trazendo a aprendizagem para casa, 293
Apêndice A: Lista de funções cognitivas deficientes, 295
Apêndice B: Crianças com dificuldades de aprendizagem: lembretes para os pais
e projetistas de exposições, 298
Referências bibliográficas, 301
Índice remissivo, 309
Sobre os autores, 323

Avaliações do Produto

Dúvidas dos consumidores