Cristologia - livrariavozes
Buscar

Meu Carrinho ()

Finalizar Compra Continuar Comprando

Cristologia

A cristologia exerce a função central de apresentar os elementos necessários para a construção deste processo hermenêutico. Assim o entendimento do Jesus histórico que nos é apresentado pela construção dos textos bíblicos, bem como toda a construção doutrinária dos concílios cristológicos (Niceia, Constantinopla, Éfeso e Calcedônia) e a tradição teológica, são as referências que, no diálogo com o contexto histórico e cultural em que estamos inseridos, nos possibilita a construção de um entendimento de Jesus e, consequentemente, da vivência cristã.(Trecho da obra)

Ver mais informações

Por: R$ 49,70

Preço a vista: R$ 49,70

Comprar
Adicionar ao carrinho

Calcule o frete e prazo de entrega.

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Compartilhe:

Aproveite e Compre Junto

Detalhes do produto

Resumo

Sumário

Ficha técnica

Especificações

SumarioApresentacao a segunda edicao, 13
Prefacio, 17
Introducao, 19
Capitulo 1 As imagens de Jesus na historia e as cristologias
subjacentes, 25
1 Importancia da profissao de fe: “Jesus e o Cristo”, 26
2 De pastor a general, 34
3 Imagens de Jesus na historia do Brasil, 36
3.1 Teologia e cristologia no Periodo Colonial (1500-1759): O Bom
Jesus Sofredor, 37
3.2 Teologia e cristologia na epoca da independencia (1759-1840):
Uma nova imagem de Jesus, sem um rosto definido e sem
enraizamento popular, 41
3.3 Teologia e cristologia na Reforma Catolica (1840-1920):
O Sagrado Coracao de Jesus, 41
3.4 Teologia e cristologia na Restauracao Catolica (1920-1960):
Cristo Rei, 44
3.5 Reconstruindo a imagem humano-historica de Jesus (1960-2020):
Jesus Cristo Libertador, 46
Perguntas, 50
Capitulo 2 O motivo da encarnacao: Jesus Cristo, Filho de Deus
Salvador, 51
1 Importancia dos titulos, 52
2 Valor da presenca de Jesus na historia, 55
3 Cristologia e soteriologia, 60
Perguntas, 67
Capitulo 3 Motivos soteriologicos que influenciaram a historia
da cristologia, 68
1 Divinizacao pela encarnacao, 73
2 Divinizacao pela identificacao (assimilacao) com Deus (Homoiosis
Theo), 75
3 A cristologia da satisfacao representativa, 77
4 A cristologia da causalidade unica de Deus, 82
5 O ideal da perfeicao moral, 83
6 A cristologia da personalidade pura, 84
7 Cristologia do engajamento politico, 85
8 Cristologia da Libertacao, 88
Perguntas, 91
Capitulo 4 Aprofundamento de por que Deus se encarnou:
Historia da questao, 92
1 Os padres gregos e latinos, 93
2 Teologos na Idade Media, 94
3 As controversias cristologicas, os concilios cristologicos e suas
repercussoes na historia, 96
3.1 Concilios cristologicos: Contexto historico, 96
3.2 Controversias cristologicas e o tensionamento existente nas
diferentes concepcoes cristologicas, 109
3.2.1 Erros cristologicos (controversias) dos seculos II e III, 109
3.2.2 Erros cristologicos dos seculos IV-V: De Ario ate
Calcedonia, 110
Perguntas, 114
Capitulo 5 O Reino de Deus e a esperanca
messianico-apocaliptica, 115
1 Jesus e o anuncio do Reino no contexto messianico-apocaliptico, 117
1.1 As principais funcoes da literatura apocaliptica, 119
1.2 As caracteristicas da literatura apocaliptica, 121
1.3 O anuncio querigmatico da apocaliptica: “Construir o Ceu na
Terra” (cf. Is 65,17-25; Ap 21,1-7), 124
2 Situacao socio-economico-politico-religiosa da epoca de Jesus: Valor
teologico do contexto socio-historico, 125
2.1 O anuncio do Reino (Mc 1,14-15; Mt 9,35-36; Lc 4,14-30;
Mt 11,2-6.25-26), 126
2.1.1 Explosividade da palavra “Reino”(Basileia), 126
2.1.2 Todos os partidos religiosos da epoca se apresentam como
portadores do “Reino”, 127
3 Jesus: Reino de Deus e Deus do Reino, 131
3.1 Jesus, como Profeta Apocaliptico, retoma o Projeto do Reino, 132
3.2 O anuncio do Ano da Graca, 134
3.3 Jesus assume o anuncio do Reino como sua tarefa fundamental, 135
Perguntas, 137
Capitulo 6 A reinvencao da profecia a partir da apocaliptica, 138
1 A utopia retomada, 141
2 Confronto com o Imperio Romano, 142
3 Confronto com o neoliberalismo e o redimensionamento da utopia
hoje, 144
Perguntas, 148
Capitulo 7 As controversias evangelicas e o processo de rejeicao
de Jesus, 149
1 As controversias evangelicas revelam a pratica historica de Jesus, 150
1.1 As controversias revelam os conflitos sociais da epoca, 153
1.2 As controversias revelam a pratica de Jesus, 156
2 As controversias evangelicas e a hermeneutica, 158
2.1 As controversias no contexto historico da epoca de Jesus, 160
2.2 As controversias sao constitutivas da maneira como Jesus se
insere na historia humana, 161
2.3 Mc 2,1–3,6: Cinco controversias que revelam cinco conflitos, 162
Perguntas, 169
Capitulo 8 A significacao politica e teologica da morte de Jesus, 170
1 A morte de jesus na cruz, 172
1.1 Dados historicos, 172
1.2 Por que matam Jesus: Motivos economicos, sociais, politicos, culturais da morte de Jesus, 175
2 Os motivos que influenciaram os relatos da paixao, 176
2.1 “Dogmatico”: Afirmacao de fe, 177
2.2 Biografico, 177
2.3 Cultico e catequetico, 177
2.4 Parenetico, 178
2.5 Apologetico, 178
3 Por que Jesus morre?, 180
3.1 Interpretacoes a partir da experiencia pascal, 181
3.1.1 A morte de Jesus vista como morte de um Profeta, 181
3.1.2 A morte de Jesus vista como morte do Messias
Crucificado, 182
3.1.3 A morte de Jesus como expiacao e sacrificio, 182
3.1.4 A morte de Jesus vista como ato de solidariedade, 183
3.2 Interpretacoes na tradicao teologica, 183
3.2.1 Onde acontece a salvacao, a redencao, a libertacao?, 185
3.2.2 Articulacao das imagens para exprimir a acao salvadora –
libertadora, 186
Perguntas, 188
Capitulo 9 Jesus como fonte de vida, solidariedade, libertacao e
salvacao, 189
1 Cruz e libertacao, 190
2 Cruz e caminhos de libertacao, 192
2.1 Libertacao na dimensao economica, 192
2.2 Libertacao na dimensao politica, 194
ISBN9786557131237
Dimensoes13.7cm x 21.0cm x 1.2cm
Edicao1
NrPaginas224

especificação

AutorPe. Benedito Ferraro,
Apresentação à segunda edição, 13
Prefácio, 17
Introdução, 19
Capítulo 1 As imagens de Jesus na história e as cristologias
subjacentes, 25
1 Importância da profissão de fé: “Jesus é o Cristo”, 26
2 De pastor a general, 34
3 Imagens de Jesus na história do Brasil, 36
3.1 Teologia e cristologia no Período Colonial (1500-1759): O Bom
Jesus Sofredor, 37
3.2 Teologia e cristologia na época da independência (1759-1840):
Uma nova imagem de Jesus, sem um rosto definido e sem
enraizamento popular, 41
3.3 Teologia e cristologia na Reforma Católica (1840-1920):
O Sagrado Coração de Jesus, 41
3.4 Teologia e cristologia na Restauração Católica (1920-1960):
Cristo Rei, 44
3.5 Reconstruindo a imagem humano-histórica de Jesus (1960-2020):
Jesus Cristo Libertador, 46
Perguntas, 50
Capítulo 2 O motivo da encarnação: Jesus Cristo, Filho de Deus
Salvador, 51
1 Importância dos títulos, 52
2 Valor da presença de Jesus na história, 55
3 Cristologia e soteriologia, 60
Perguntas, 67
Capítulo 3 Motivos soteriológicos que influenciaram a história
da cristologia, 68
1 Divinização pela encarnação, 73
2 Divinização pela identificação (assimilação) com Deus (Homoiôsis
Theô), 75
3 A cristologia da satisfação representativa, 77
4 A cristologia da causalidade única de Deus, 82
5 O ideal da perfeição moral, 83
6 A cristologia da personalidade pura, 84
7 Cristologia do engajamento político, 85
8 Cristologia da Libertação, 88
Perguntas, 91
Capítulo 4 Aprofundamento de por que Deus se encarnou:
História da questão, 92
1 Os padres gregos e latinos, 93
2 Teólogos na Idade Média, 94
3 As controvérsias cristológicas, os concílios cristológicos e suas
repercussões na história, 96
3.1 Concílios cristológicos: Contexto histórico, 96
3.2 Controvérsias cristológicas e o tensionamento existente nas
diferentes concepções cristológicas, 109
3.2.1 Erros cristológicos (controvérsias) dos séculos II e III, 109
3.2.2 Erros cristológicos dos séculos IV-V: De Ario até
Calcedônia, 110
Perguntas, 114
Capítulo 5 O Reino de Deus e a esperança
messiânico-apocalíptica, 115
1 Jesus e o anúncio do Reino no contexto messiânico-apocalíptico, 117
1.1 As principais funções da literatura apocalíptica, 119
1.2 As características da literatura apocalíptica, 121
1.3 O anúncio querigmático da apocalíptica: “Construir o Céu na
Terra” (cf. Is 65,17-25; Ap 21,1-7), 124
2 Situação sócio-econômico-político-religiosa da época de Jesus: Valor
teológico do contexto sócio-histórico, 125
2.1 O anúncio do Reino (Mc 1,14-15; Mt 9,35-36; Lc 4,14-30;
Mt 11,2-6.25-26), 126
2.1.1 Explosividade da palavra “Reino”(Basileia), 126
2.1.2 Todos os partidos religiosos da época se apresentam como
portadores do “Reino”, 127
3 Jesus: Reino de Deus e Deus do Reino, 131
3.1 Jesus, como Profeta Apocalíptico, retoma o Projeto do Reino, 132
3.2 O anúncio do Ano da Graça, 134
3.3 Jesus assume o anúncio do Reino como sua tarefa fundamental, 135
Perguntas, 137
Capítulo 6 A reinvenção da profecia a partir da apocalíptica, 138
1 A utopia retomada, 141
2 Confronto com o Império Romano, 142
3 Confronto com o neoliberalismo e o redimensionamento da utopia
hoje, 144
Perguntas, 148
Capítulo 7 As controvérsias evangélicas e o processo de rejeição
de Jesus, 149
1 As controvérsias evangélicas revelam a prática histórica de Jesus, 150
1.1 As controvérsias revelam os conflitos sociais da época, 153
1.2 As controvérsias revelam a prática de Jesus, 156
2 As controvérsias evangélicas e a hermenêutica, 158
2.1 As controvérsias no contexto histórico da época de Jesus, 160
2.2 As controvérsias são constitutivas da maneira como Jesus se
insere na história humana, 161
2.3 Mc 2,1–3,6: Cinco controvérsias que revelam cinco conflitos, 162
Perguntas, 169
Capítulo 8 A significação política e teológica da morte de Jesus, 170
1 A morte de jesus na cruz, 172
1.1 Dados históricos, 172
1.2 Por que matam Jesus: Motivos econômicos, sociais, políticos, culturais da morte de Jesus, 175
2 Os motivos que influenciaram os relatos da paixão, 176
2.1 “Dogmático”: Afirmação de fé, 177
2.2 Biográfico, 177
2.3 Cúltico e catequético, 177
2.4 Parenético, 178
2.5 Apologético, 178
3 Por que Jesus morre?, 180
3.1 Interpretações a partir da experiência pascal, 181
3.1.1 A morte de Jesus vista como morte de um Profeta, 181
3.1.2 A morte de Jesus vista como morte do Messias
Crucificado, 182
3.1.3 A morte de Jesus como expiação e sacrifício, 182
3.1.4 A morte de Jesus vista como ato de solidariedade, 183
3.2 Interpretações na tradição teológica, 183
3.2.1 Onde acontece a salvação, a redenção, a libertação?, 185
3.2.2 Articulação das imagens para exprimir a ação salvadora –
libertadora, 186
Perguntas, 188
Capítulo 9 Jesus como fonte de vida, solidariedade, libertação e
salvação, 189
1 Cruz e libertação, 190
2 Cruz e caminhos de libertação, 192
2.1 Libertação na dimensão econômica, 192
2.2 Libertação na dimensão política, 194

Avaliações do Produto

Dúvidas dos consumidores