Raízes da Psicologia - livrariavozes
Buscar

Meu Carrinho ()

Finalizar Compra Continuar Comprando

Raízes da Psicologia

Este livro vem abrir as portas para uma caminhada mais segura e consciente a todos que pretendem desvendar os segredos da psicologia, nascida para suprir as necessidades bibliográficas básicas das turmas que iniciavam o estudo da psicologia da aprendizagem, na UFRN, Raízes da psicologia acabou elaborando uma bibliografia considerada fundamental aos estudantes e pesquisadores da área.

Ver mais informações

Por: R$ 53,00ou X de

Comprar
Adicionar ao carrinho

Calcule o frete e prazo de entrega.

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Compartilhe:

Aproveite e Compre Junto

Detalhes do produto

Resumo

Sumário

Ficha técnica

Especificações

SumarioPrefacio, 13
Introducao, 17
Parte I – A psicologia filosofica ou pre-cientifica, 23
1. Periodo cosmologico: os filosofos e as primeiras raizes da
psicologia, 25
Tales, 25
Heraclito, 26
Pitagoras, 26
Anaxagoras, 27
Democrito, 28
Quadro sintetico do capitulo, 30
Referencias, 31
2. Periodo antropocentrico da Antiguidade:
os filosofos e as verdadeiras raizes psicologicas, 32
Os sofistas, 32
Os filosofos classicos:
Socrates, 33
Platao, 34
Aristoteles, 37
Outros filosofos:
Os estoicos, 39
Os epicuristas, 39
Quadro sintetico do capitulo, 40
Mapa da Grecia Antiga e colonias gregas na Asia
Menor, 41
Referencias, 42
3. Periodo Teocentrico: Idade Media e a discussao de algumas
raizes do periodo antropocentrico, 44
A Patristica: Santo Agostinho, 45
A Escolastica: Santo Tomas de Aquino, 46
Quadro sintetico do capitulo, 47
Referencias, 48
Periodo pre-cientifico propriamente dito, 49
4. Fonte ou raiz cientifica: como a ciencia colaborou para o
desenvolvimento da psicologia, 51
Quadro sintetico do capitulo, 54
Referencias, 55
5. Fonte ou raiz filosofica: a influencia das tres correntes
filosoficas na emancipacao da psicologia, 56
5.1. O empirismo critico, 56
Escola francesa:
Rene Descartes, 57
Escola britanica:
Thomas Hobbes, 59
John Locke, 60
George Berkeley, 62
David Hume, 63
Escola alema:
Gottfried Wilhelm Leibniz, 63
Emanuel Kant, 65
Johann Friedrich Herbart, 66
O pensamento de Christian Wolff: uma antitese do
empirismo critico, 68
Quadro sintetico do capitulo, 69
Referencias, 70
5.2. O associacionismo britanico, 71
David Hartley, 72
James Mill, 73
John Stuart Mill, 73
Herbert Spencer, 74
Charles Darwin, 74
Alexander Bain, 75
Quadro sintetico do capitulo, 76
Referencias, 77
5.3. Materialismo cientifico, 77
Escola francesa:
Julien O. de La Mettrie, 78
Ettienne Bonnot de Condillac, 79
Pierre Jean Georges Cabanis, 79
Escola britanica, 80
Escola alema:
Hermann Von Helmholtz, 80
Quadro sintetico do capitulo, 81
Referencias, 82
6. Tendencias isoladas da epoca: desenvolveram-se fora do
cenario das correntes cientificas e filosoficas, 83
Psicologia do ato:
Franz Brentano, 83
Psicologia fenomenologica:
Carl Stumpf e Edmund Husserl, 84
Escola romantica e naturalista:
Jean Jacques Rousseau, 86
Quadro sintetico do capitulo, 87
Notas e referencias bibliograficas, 88
Parte II – O desabrochar da psicologia cientifica, 89
7. Os pioneiros e o pai da psicologia cientifica, 91
Gustav Theodor Fechner, 91
Wilhelm Wundt, 92
Quadro sintetico, 94
Referencias, 96
A estruturacao da psicologia no seculo XX: escolas
psicologicas, 97
8. O estruturalismo, 99
Edward Bradford Titchener, 99
Referencias, 101
9. O funcionalismo, 102
John Dewey, 103
James R. Angell, 104
Harvey Carr, 105
Referencias, 106
10. O behaviorismo, 107
Edward L. Thorndike, 107
John B. Watson, 108
Os reflexologistas russos:
Ivan P. Pavlov, 109
Os neobehavioristas:
Burrhus Frederic, 111
Robert M. Gagne, 112
Referencias, 114
11. A gestalt, 115
Max Wertheimer, 115
Kurt Koffka, 115
Wolfgang Kohler, 115
Kurt Lewin, 119s.
Referencias, 120
12. A psicanalise, 122
Sigmund Freud, 122
O sistema freudiano, 123
Novas tendencias da psicanalise:
Alfred Adler, 126
Carl Gustav Jung, 127
Referencias, 128
Consideracoes finais, 129
Quadro sintetico do livro, 136
Referencias, 137
ISBN9788532619143
Dimensoes13.7cm x 21.0cm x 0.7cm
IdiomaPortugues
Edicao15
NrPaginas144

especificação

AutorIzabel Ribeiro Freire,
EditoraEditora Vozes
Prefácio, 13
Introdução, 17
Parte I – A psicologia filosófica ou pré-científica, 23
1. Período cosmológico: os filósofos e as primeiras raízes da
psicologia, 25
Tales, 25
Heráclito, 26
Pitágoras, 26
Anaxágoras, 27
Demócrito, 28
Quadro sintético do capítulo, 30
Referências, 31
2. Período antropocêntrico da Antiguidade:
os filósofos e as verdadeiras raízes psicológicas, 32
Os sofistas, 32
Os filósofos clássicos:
Sócrates, 33
Platão, 34
Aristóteles, 37
Outros filósofos:
Os estoicos, 39
Os epicuristas, 39
Quadro sintético do capítulo, 40
Mapa da Grécia Antiga e colônias gregas na Ásia
Menor, 41
Referências, 42
3. Período Teocêntrico: Idade Média e a discussão de algumas
raízes do período antropocêntrico, 44
A Patrística: Santo Agostinho, 45
A Escolástica: Santo Tomás de Aquino, 46
Quadro sintético do capítulo, 47
Referências, 48
Período pré-científico propriamente dito, 49
4. Fonte ou raiz científica: como a ciência colaborou para o
desenvolvimento da psicologia, 51
Quadro sintético do capítulo, 54
Referências, 55
5. Fonte ou raiz filosófica: a influência das três correntes
filosóficas na emancipação da psicologia, 56
5.1. O empirismo crítico, 56
Escola francesa:
René Descartes, 57
Escola britânica:
Thomas Hobbes, 59
John Locke, 60
George Berkeley, 62
David Hume, 63
Escola alemã:
Gottfried Wilhelm Leibniz, 63
Emanuel Kant, 65
Johann Friedrich Herbart, 66
O pensamento de Christian Wolff: uma antítese do
empirismo crítico, 68
Quadro sintético do capítulo, 69
Referências, 70
5.2. O associacionismo britânico, 71
David Hartley, 72
James Mill, 73
John Stuart Mill, 73
Herbert Spencer, 74
Charles Darwin, 74
Alexander Bain, 75
Quadro sintético do capítulo, 76
Referências, 77
5.3. Materialismo científico, 77
Escola francesa:
Julien O. de La Mettrie, 78
Ettienne Bonnot de Condillac, 79
Pierre Jean Georges Cabanis, 79
Escola britânica, 80
Escola alemã:
Hermann Von Helmholtz, 80
Quadro sintético do capítulo, 81
Referências, 82
6. Tendências isoladas da época: desenvolveram-se fora do
cenário das correntes científicas e filosóficas, 83
Psicologia do ato:
Franz Brentano, 83
Psicologia fenomenológica:
Carl Stumpf e Edmund Husserl, 84
Escola romântica e naturalista:
Jean Jacques Rousseau, 86
Quadro sintético do capítulo, 87
Notas e referências bibliográficas, 88
Parte II – O desabrochar da psicologia científica, 89
7. Os pioneiros e o pai da psicologia científica, 91
Gustav Theodor Fechner, 91
Wilhelm Wundt, 92
Quadro sintético, 94
Referências, 96
A estruturação da psicologia no século XX: escolas
psicológicas, 97
8. O estruturalismo, 99
Edward Bradford Titchener, 99
Referências, 101
9. O funcionalismo, 102
John Dewey, 103
James R. Angell, 104
Harvey Carr, 105
Referências, 106
10. O behaviorismo, 107
Edward L. Thorndike, 107
John B. Watson, 108
Os reflexologistas russos:
Ivan P. Pavlov, 109
Os neobehavioristas:
Burrhus Frederic, 111
Robert M. Gagné, 112
Referências, 114
11. A gestalt, 115
Max Wertheimer, 115
Kurt Koffka, 115
Wolfgang Köhler, 115
Kurt Lewin, 119s.
Referências, 120
12. A psicanálise, 122
Sigmund Freud, 122
O sistema freudiano, 123
Novas tendências da psicanálise:
Alfred Adler, 126
Carl Gustav Jung, 127
Referências, 128
Considerações finais, 129
Quadro sintético do livro, 136
Referências, 137

Avaliações do Produto

Dúvidas dos consumidores

Quem viu, viu também