Buscar

Meu Carrinho ()

Finalizar Compra Continuar Comprando

Sair da grande noite

Ha meio seculo, a maioria da humanidade vivia sob o jugo colonial, uma forma particularmente primitiva de dominacao da raca. Sua libertacao constitui um momentochave da historia de nossa modernidade. Que esse evento quase nao tenha deixado sua marca no espirito filosofico de nosso tempo nao e la um grande enigma. Nem todos os crimes engendram necessariamente coisas sagradas. Alguns crimes da historia resultaram apenas em maculas e profanacoes, na esterilidade esplendida de uma existencia atrofiada – em suma, na impossibilidade de fazer comunidade e de retrilhar os caminhos da humanidade. Sera que podemos dizer que a colonizacao foi justamente o espetaculo por excelencia da comunidade impossivel – uma convulsao tetanica e ao mesmo tempo um sibilo inutil? O presente ensaio lida apenas indiretamente com essa questao, cuja historia completa e detalhada ainda espera ser escrita.

Por: R$ 87,20ou X de

Comprar
Adicionar ao carrinho

Calcule o frete e prazo de entrega.

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Compartilhe:

Aproveite e Compre Junto

Detalhes do produto

Especificações

SumarioPrefacio, 9
Introducao, 17
1 A partir do cranio de um morto: trajetorias de uma vida, 33
2 Declosao do mundo e escalada de humanidade, 57
3 A sociedade francesa: proximidade sem reciprocidade, 96
4 O longo inverno imperial frances, 124
5 Africa: a cubata sem chaves, 178
6 A circulacao dos mundos: a experiencia africana, 208
Epilogo, 243
Entrevista com Achille Mbembe, 249
ISBN8532660525
Dimensoes13.7cm x 21.0cm x 1.3cm
Edicao1
NrPaginas264

especificação

EditoraEditora Vozes
Selo EditorialEditora Vozes
AutorAchille Mbembe
ColecoesAFRICA E OS AFRICANOS
TemasHistória, Antropologia
Ha meio seculo, a maioria da humanidade vivia sob o jugo colonial, uma forma particularmente primitiva de dominacao da raca. Sua libertacao constitui um momentochave da historia de nossa modernidade. Que esse evento quase nao tenha deixado sua marca no espirito filosofico de nosso tempo nao e la um grande enigma. Nem todos os crimes engendram necessariamente coisas sagradas. Alguns crimes da historia resultaram apenas em maculas e profanacoes, na esterilidade esplendida de uma existencia atrofiada – em suma, na impossibilidade de fazer comunidade e de retrilhar os caminhos da humanidade. Sera que podemos dizer que a colonizacao foi justamente o espetaculo por excelencia da comunidade impossivel – uma convulsao tetanica e ao mesmo tempo um sibilo inutil? O presente ensaio lida apenas indiretamente com essa questao, cuja historia completa e detalhada ainda espera ser escrita.

Avaliações do Produto

Dúvidas dos consumidores